Engenharia Impossível

Engenharia Impossível

DISCOVERY CHANNEL DESVENDA  AS ÚLTIMAS MARAVILHAS DA ENGENHARIA

‘Engenharia impossível’ regressa ao Discovery Channel com uma nova seleção de extraordinários projetos, que se destacam tanto pela genialidade como pelos recursos técnicos, materiais e humanos envolvidos. Desde uma nave espacial a grandes arranha-céus, passando por aviões gigantes e cruzeiros tão grandes como pequenas cidades, as mais recentes e impressionantes maravilhas da engenharia do século XXI vão desfilar no Discovery Channel todas as quartas-feiras às 21h00, a partir do dia 14 de dezembro.

A partir das 21h00, de 14 de dezembro, o Discovery Channel volta a desvendar o que está por detrás das mais grandiosas obras e construções que nos rodeiam, com “Engenharia impossível”. O programa regressa com uma nova seleção das mais singulares, surpreendentes e gigantescas proezas técnicas da atualidade, desde arranha-céus a uma nave espacial, e conta com a mais avançada tecnologia de animação computorizada para ajudar os espetadores a entrar no interior destes engenhos, levando-os por recriações digitais que pouco devem à realidade.

Como funciona um transatlântico de 18 decks com lugar para 6000 pessoas? Como consegue manter-se à tona? Como se construiu a estrutura mais pesada jamais criada pelo Homem? Qual o estádio desportivo mais impressionante e com maior capacidade do mundo? “Engenharia impossível” regressa ao Discovery Channel para responder a estas e a muitas outras questões sobre as maravilhas da engenharia que podemos encontrar por todo o planeta.

O programa detalha como foram construídas e como funcionam, mergulhando no seu interior para ajudar os espetadores a compreender como é possível desenvolver e operacionalizar as tamanhas maravilhas imaginadas no século XXI pela mente humana. Em paralelo, cada episódio fará uma homenagem aos pioneiros da engenharia que abriram caminho na utilização de novos materiais e técnicas de construção, e brindará os espetadores com factos curiosos sobre alguns dos recordes conseguidos pelas construções mais impressionantes e pelas máquinas mais poderosas do planeta. 

A série começa por dissecar a maior e mais pesada estrutura de betão construída, a Barragem das Três Gargantas, na China, que produz mais energia do que qualquer central hidroelétrica existente. No segundo episódio, irá visitar o mais longo túnel ferroviário do mundo, o túnel Gotthard sob os Alpes suíços, cuja obra implicou a extração de 25 milhões de toneladas de rocha desta montanha. “Engenharia Impossível” irá depois “infiltrar-se” na NASA para explorar a construção do veículo espacial mais ousado da história, o Orion, projetado para a primeira viagem de seres humanos a Marte. O episódio mostrará ainda o caminho e as façanhas tecnológicas que permitem a sua construção, desde a invenção do rádio de longo alcance, no início do século XX, aos módulos Apollo, já na década de 60.

Noutro episódio, o programa analisará a ponte mais alta do mundo, o Viaduto de Millau, em França que, tendo a altura de um arranha-céus, fica sobre um enorme abismo e é capaz de suportar ventos com a força de um furacão. No capítulo seguinte, o protagonista será o Estádio AT&T, no Texas, casa dos Dallas Cowboys, o recinto desportivo com o maior teto retrátil do mundo e capacidade para acomodar mais de 100.000 fãs. De seguida, o programa visita o maior navio de recreio do planeta, o Harmony of the Seas, da Royal Caribbean, com mais de 350 metros e 227 mil toneladas. 

“Engenharia impossível” estreia a sua nova temporada a 14 de dezembro, às 21h00, no Discovery Channel.
OS novos episódios são emitidos à quarta-feira, no mesmo horário.